PUBLICIDADE
Topo

Combate Rock

Pearl Jam libera a versão não censurada para clipe histórico de ‘Jeremy’

Combate Rock

08/06/2020 17h00

Do site Roque Reverso

Pearl Jam (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O Pearl Jam liberou nesta sexta-feira, 5 de junho, a versão não censurada para o clipe histórico da música "Jeremy". Originalmente lançado em 1992, o vídeo sofreu cortes com a retirada da cena que mostra o personagem principal, um menor de idade, colocando uma arma na boca pouco antes de se matar na frente dos colegas de escola.

No clipe sem censura liberado pelo Pearl Jam, a cena da arma colocada na boca aparece.

O lançamento do clipe não censurado coincide com uma campanha de combate à violência nos Estados Unidos, que sofre uma onda de protestos desde que o ex-segurança George Floyd, negro e de 40 anos, morreu depois de ficar desacordado ao ser imobilizado por um policial branco.

"O aumento da violência com armas desde a estreia de "Jeremy" é impressionante", comentou o Pearl Jam em seus canais oficiais.

A direção do clipe do Pearl Jam é de Mark Pellington.

O vídeo levanta várias questões da sociedade, como o bullying, as pressões da adolescência e a liberação de armas.

Durante o clipe, Jeremy é mostrado sendo atormentado pelos colegas na escola, além de aparecer gritando com os pais na mesa do jantar. Palavras como "problema", "colega", "inofensivo" e "entediado" frequentemente aparecem na tela.

Na parte final do clipe, Jeremy entra na classe e fica na frente dos colegas. Na versão original, conhecida agora, ele coloca a arma na boca e se mata, deixando os demais integrantes da classe atônitos e ensanguentados.

Na época da divulgação do clipe cortado, não foram poucas as pessoas que imaginaram que Jeremy teria entrado na classe para atirar nos colegas, já que a imagem da arma na boca não aparecia. Tal questão incomodou durante muitos anos o diretor.

A música "Jeremy" está presente no álbum "Ten", que marcou a estreia do Pearl Jam em 1991.

É baseada em duas histórias reais. A primeira veio de uma matéria de jornal sobre um garoto de 15 anos, Jeremy Wade Delle, que era tímido e triste e cometeu suicídio com uma arma de fogo na frente de sua turma de Inglês, na Richardson High School, no dia 8 de Janeiro de 1991, no Estado norte-americano do Texas. A segunda é baseada num um estudante que o vocalista Eddie Vedder conheceu no ginásio em San Diego, na Califórnia, que teria dado tiros numa turma da escola.

Mesmo com o corte, o clipe original de "Jeremy" ganhou quatro MTV Video Music Awards em 1993, incluindo o de "Melhor Clipe do Ano", "Melhor Clipe de Banda", "Melhor Clipe de Rock" e o de "Melhor Direção".

Desde março deste ano, o Pearl Jam está com álbum novo, o primeiro desde 2013. "Gigaton" é o nome do disco, cuja produção é de Josh Evans e do próprio Pearl Jam.

Alguns clipes com músicas do álbum, como "Superblood Wolfmoon" e "Dance of the Clairvoyants", já foram apresentados ao público.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock