PUBLICIDADE
Topo

ZZ Top cinquentão ganha retrospectiva irretocável

Combate Rock

30/04/2020 20h58

Marcelo Moreira

Pergunte a qualquer músico de rock ou de blues ou até mesmo a jornalistas especializados o que é boogie e você terá uma quantidade grande de explicações quem, certamente, se aproximarão da verdade. Agora faça outra pergunta: aponte algum artista que seja sinônimo de boogie. A maioria indicará a banda texana ZZ Top, uma instituição mundial do rock.

O trio de Houston completou 50 anos de fundação e colocou no mercado uma megacoletânea para comemorar. "Goin' 50" é composta por três CDs e 50 músicas que traça um amplo panorama do cinquentenário do grupo em ordem quase cronológica, praticamente dividida em duas fases: 1970-1980, a fase do blues rock; e 1980-2020, com períodos bem maiores entre os lançamentos e um som mais moderno, com arranjos eletrônicos em algumas músicas e uma produção com mais "excesso", digamos assim.

É o lançamento perfeito para mergulhar na obra do trio malemolente e malandro, mas extremamente competente, que é praticamente o sinônimo de rock'n'roll texano.

A abertura não poderia ser mais emblemática do que "La Grange", talvez o maior hit da primeira fase e canção predileta de diretores de cinema para compor trilhas de seriados e filmes com temática tipicamente americana.

Há uma versão estupenda ao vivo de "Jesus Just Left Chicago", uma obra-prima de sarcasmo e cinismo em forma de blues encharcado de uísque e bourbon.

O que dizer de três blues rocks safados e grudentos que veem logo na sequência – "I Thank You", "Cheap Sunglasses"  e "I'm Bad, I'm Nationwide", este um megahit?

Dos anos 80, a fase da explosão mundial e a transformação em superbanda, há outra fileira de sucessos, como "Gimme All Your Lovin"', "Got Me Under Pressure", "Sharp Dressed Man", "Legs" e a baladaça meio sacana meio fossa "Rough Boy". 

O ZZ Top é o tipo de banda feita na medida para agradar a todos os gostos e amolecer a dureza do mais rude punk ou headbanger do metal pesado: é acessível, é zoeira e zoada, é malandra, é excitante e transpira bom humor, sacanagem e riffs maravilhosos de guitarra.

Se o ZZ Top não tivesse surgido há 50 anos alguém o teria inventado. E calhou de o trio ter surgido no Texas, berço de um country blues específico que deu origem a um blues rock característico e reconhecível nas primeiras notas.

Billy Gibbons (guitarra e vocais), Dusty Hill (baixo e vocais) e Frank Beard (bateria) são a imagem e som do rock do Texas, da mesma forma que Stevie Ray Vaughan, nos anos 80, era a perfeita representação blueseira daquele Estado. É o tipo de banda impossível de ficar indiferente – e quase impossível de não amar.

"Goin' 50"

01. La Grange (2019 Remaster)
02. Beer Drinkers & Hell Raisers (2019 Remaster)
03. Tush (2019 Remaster)
04. Salt Lick (2019 Remaster)
05. Miller's Farm (2019 Remaster)
06. (Somebody Else Been) Shaking Your Tree (2019 Remaster)
07. Francine (2019 Remaster)
08. Heard It On The X (2019 Remaster)
09. It's Only Love (2019 Remaster)
10. Arrested For Driving While Blind (2019 Remaster)
11. Enjoy And Get It On (2019 Remaster)
12. I Thank You (2019 Remaster)
13. Cheap Sunglasses (2019 Remaster)
14. I'm Bad, I'm Nationwide (2019 Remaster)
15. Leila (2019 Remaster)
16. Tube Snake Boogie (2019 Remaster)
17. Pearl Necklace (2019 Remaster)

CD2
01. Gimme All Your Lovin' (2019 Remaster)
02. Got Me Under Pressure (2019 Remaster)
03. Sharp Dressed Man (2019 Remaster)
04. TV Dinners (2019 Remaster)
05. Legs (2019 Remaster)
06. Sleeping Bag (2019 Remaster)
07. Can't Stop Rockin' (2019 Remaster)
08. Stages (2019 Remaster)
09. Rough Boy (2019 Remaster)
10. Delirious (2019 Remaster)
11. Woke Up With Wood (2019 Remaster)
12. Velcro Fly (2019 Remaster)
13. Doubleback (2019 Remaster)
14. Concrete And Steel (2019 Remaster)
15. My Head's In Mississippi (2019 Remaster)
16. Give It Up (2019 Remaster)
17. Decision Or Collision (2019 Remaster)

CD3
01. Viva Las Vegas (2019 Remaster)
02. Gun Love (2019 Remaster)
03. Pincushion
04. Breakaway
05. Girl In A T-Shirt
06. Fuzzbox Voodoo
07. She's Just Killing Me
08. What's Up With That
09. Bang Bang
10. Rhythmeen
11. Fearless Boogie
12. 36-22-36
13. Piece
14. I Gotsta Get Paid
15. Waitin For The Bus (Live From Nashville)
16. Jesus Just Left Chicago (Live From Nashville)


<p

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock