PUBLICIDADE
Topo

Desfigurado, Jethro Tull anuncia 'volta' para turnê em 2020

Combate Rock

13/11/2019 06h32

Marcelo Moreira

Jethro Tull em sua formação do começo de 2018 (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O cantor e flautista escocês Ian Anderson é um dos artistas mais astutos e inteligentes do rock. Lìder do importante Jethro Tull, um colosso do rock progressivo, ficou milionário ao se tornar um dos mais importantes produtores de salmão da Europa.

Conhecido por sua ética rigida de trabalho e pela coerência ao tratar de forma sóbria e reta a sua carreira, decidiu encerrar o Jethro Tull em 2011 e fazer curtas turnês esporádicas com o nome de Ian Anderson's Jethro Tull com formações variáveis. Foi a forma que encontrou para dar maior erentabilidade ao negócio e iniciar uma carreira solo lasetrada no repertório da ex-banda.

Depois de um tempo quieto, Anderson, de 71 anos, deicidu voltar à ativa e fem um anúncio capcioso na internet, onde informava que o Jethro Tull estava de volta para ao menos 11 shows na Inglaterra em 2020. O seu nome vinha bem pequeno no topo do cartaz, com a inscrição "Ian Anderson Presents".

Do jeito que está, não se sabe se é o Jethro Tull ou se é o Ian Anderson's Jethro Tull que fará a turnê inglesa. Isso faz diferença? Não na prática, mas no ideário dos fãs, sim.

Quando o líder acaba com o grupo e inicia um projeto que leva o seu nome à frente, está claro que é um projeto solo, que inclui material que vai além ao da banda. Além do mais, fica claro que os músicos que o acompanham são uma mera "banda de apoio".

Se fosse o Jethro Tull apenas, como banda, haveria a esperança de ver o fantástico guitarrista Martin Barre de volta, assim como músicos excelentes como Doane Perry e Dave Pegg.

Portanto, esqueça essa esperança. O que teremos, na verdade, é a banda Ian Anderson's Jethro Tull, o que, repito, não faz a menor diferença se analisarmos os últimos anos da carreira do cantor.

"The Prog Years Tour 2020" ocorrerá entre os meses de setembro e outubro com foco no material mais antigo e progressivo do grupo. São os álbuns "Stand Up", "Benefit", "Aqualung", "Thick As A Brick", "Passion Play" e "Thick As A Brick 2", lançados entre 1969 e 1973 (exceto o último, que é de 2015).

Ian Anderson, estará acompanhado de David Goodier (baixo), John O'Hara (teclado), Joe Parrish (guitarra) e Scott Hammond (bateria), músicos pouco conhecidos fora da Grã-Bretanha.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock