Topo
Combate Rock

Combate Rock

Rap é o destaque da segunda noite do Porão do Rock

Maurício Gaia

28/10/2019 10h43

A vigésima segunda edição do festival Porão do Rock, em Brasília, teve o rap como grande destaque. Rincón Sapiência e Criolo fizeram os melhores shows da noite de sábado.

Rincón Sapiência (Foto: Coletivo N3RVO)

Incorporando ritmos como reggaeton, dancehall, e batidas afro, Rincón Sapiência ofereceu um show dançante. Ainda assim, houve espaço para lembrar de um problema grave do país, o racismo. "Se eu te falar que a coisa tá preta, a coisa está boa, pode acreditar", cantou.

Criolo (Foto: Coletivo N3RVO)

Já Criolo subiu ao palco horas depois, por volta das duas da manhã do domingo. Clássicos de seu repertório como "Subiramdoistiozin", "Não Existe Amor em SP" e "Convoque Seu Boda", incendiaram as dez mil pessoas presentes no Arena Lounge. Com uma banda afiadíssima, Criolo dedicou uma música aos profissionais de ensino e lembrou dos jovens negros assassinados no Brasil. Foi a melhor apresentação de todo festival.

Mais cedo

Horas antes, a banda Canto Cego, formada no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, subiu ao palco para sua apresentação. O destaque foi o encerramento, com uma versão pesada de "Zé do Caroço", de Lecy Brandão. A banda é interessante, mas a sensação que dá é que falta um pouco de direção artística, dando um polimento melhor a alguns arranjos e explorar melhor suas potencialidades, como a mistura da bateria pesada com a percussão.

Academia da Berlinda (Foto: Maurício Gaia)

Os olindenses da Academia da Berlinda transformaram o Arena Lounge em uma grande pista de dança, com sua mistura de ritmos afrocaribenhos e a banda Trampa, do Distrito Federal, chamou a atenção com uma versão pesada de "Haiti", de Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Outros artistas que se apresentaram no sábado foram Surf Sessions, Rumbora, Marcelo Falcão e Supercombo.

O Porão do Rock reuniu, nos dois dias, 16 mil pessoas, sendo 6 mil na primeira noite e 10 mil na segunda, no Arena Lounge, dentro do Estádio Mané Garrincha.

* Maurício Gaia viajou a convite da organização do festival.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock