Topo
Combate Rock

Combate Rock

Bryan Adams desfila caminhão de hits em São Paulo

Combate Rock

22/10/2019 07h01

Nelson Souza Lima – especial para o Combate Rock

E Bryan Adams fez o prometido, e esperado pelo público: tocou seu caminhão de hits no Allianz Parque Hall na última sexta-feira, 18 de outubro.
O cantor, compositor e instrumentista canadense é um hit maker e suas canções cativam mais e mais fãs ao longo dos anos. Após tocar no Uruguai e Argentina o autor de "Somebody" desembarcou no Brasil para dois shows. Além de São Paulo, se apresentou no Rio de Janeiro, no dia seguinte ao show paulistano.
Na bagagem veio divulgar o recente "Shine A Light". Prestes a completar 60 anos em 5 de novembro Adams ao contrário de muitos de sua geração tá sabendo envelhecer. Praticamente mantém a mesma forma física da juventude o que resulta numa energia pulsante no palco.
Sua voz já não tão rouca tá limpa e o excelente som do Allianz permitiu uma experiência de prima e alta qualidade. O set list, como tem sido a marca da turnê, traz mais de 20 músicas, podendo variar de acordo com o horário da casa onde se apresenta.
No Allianz Parque foram 24 canções, das quais apenas três do novo álbum: a faixa-título, "I Could Get Used to This" e "The Last Night on Earth", essa última abriu o show e foi tocada ao vivo pela primeira vez. Outra característica da tour, Adams sempre abre os shows com uma canção diferente.
As músicas novas são empolgantes, têm pegada e agitam o público. Contudo o que emociona mesmo são as clássicas, especialmente as baladas, muitas delas sucessos inquestionáveis nas rádios e paradas do mundo todo nos anos 80, 90 e 2000.
Como disse a nova "The Last Night on Earth" abriu o porteira para que o canadense e sua competente banda, com destaque para o guitarrista Frank Scott, fizessem uma grande apresentação.
Praticamente não há brechas entre uma e outra, afinal são muitos hits. Mas o cara é simpático arriscando um português que na boca dos gringos fica engraçado, mas que deu pra entender e mostrar o quanto Adams é carismático.

Bryan Adams em São Paulo (FOTO: STEPHAN SOLON/DIVULGAÇÃO)

Alternando rocks mais pesados e baladas o cara chamava o público pra cantar junto, dançar e bater palmas. Um show pra não ficar sentado mesmo. As luzes e imagens são outro ponto importante, quando o cantor chamou a galera pra agitar em "Go Down Rockin" e mostrar o telão todo mundo pulou mesmo.
Outro momento bem legal rolou com "It's Only Love", gravada originalmente com Tina Turner. O riff é muito legal e os solos de Frank Scott mostraram que essa música é um dos grandes trunfos de Brian Adams. De longe a minha favorita.
Das baladas, estavam todas lá: "Heaven", "(Everything I D0) I Do it For You", "Please Forgive Me" e "Have You Ever Really Loved a Woman?", na qual o canadense fez uma brincadeirinha com as mulheres brasileiras e que deve ter sido feita também com as uruguaias e argentinas. O cara é mesmo um ótimo frontman.
Foram quase duas horas de show às 23h58 Adams encerrou só no violão tocando outra clássica "All For Love", gravada originalmente com Sting e Rod Stewart.
Enfim, mais uma grande apresentação  em terras paulistanas deixando os fãs na expectativa de Adams voltar com  seu caminhão de hits muito em breve.
Set List – Bryan Adams – Allianz Parque Hall – 18 de outubro de 2019
 "
The Last Night on Earth
(live debut)
Somebody
Can't Stop This Thing We Started
Run to You
Shine a Light
Heaven
Go Down Rockin'
It's Only Love
(extended guitar solo)
Cloud #9
You Belong to Me
Have You Ever Really Loved a Woman?
Here I Am
(on piano & acoustic guitar)
When You're Gone
(acoustic)
(Everything I Do) I Do It for You
Back to You
The Only Thing That Looks Good on Me Is You
Cuts Like a Knife
18 til I Die
Please Forgive Me
Summer of '69
Encore:
I Could Get Used to This
I Fought the Law
(The Crickets cover)
Straight From the Heart
(acoustic)
All for Love
(Brian Adams, Sting ane Rod Stewart cover) Intro: Shine a Light

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock