Topo
Combate Rock

Combate Rock

Orquestra toca música do Black Sabbath para agradecer Gillan e Iommi

Combate Rock

2019-06-20T19:06:50

19/06/2019 06h50

Marcelo Moreira

Um terremoto mata milhares de pessoas em um longínquo país na Ásia. Ajuda internacional aparece de todos os lados. Um grupo de músicos se junta e grava uma música e arrecadar fundos. O roteiro é o de sempre quando acontecem tragédias e catástrofes naturais.

Entretanto, somente o Rock Aid Armenia durou 21 anos, entre elaboração do projeto, gravação, execução, envio do dinheiro e fiscalização permanente.

Efetivamente, houve uma diferença neste caso: os artistas realmente fiscalizaram o destino das verbas, coisa que não ocorreu em praticamente nenhum outro evento beneficente.

E o sentimento de gratidão do povo armênio em relação aos que ajudaram na reconstrução do país é eterno. Trinta e um anos depois do terremoto que devastrou pate do país, os armênios lembram daqueles que ajudaram e os homenageiam.

Desta vez foi a Naregatsi Orchestra , de Yerevan,  capital armênia, que executou uma bela versão de "She's Gone", uma das poucas baladas do Black Sabbath.

A execução oficial da música contou com a presença do cantor Ian Gillan (Deep Purple) e do guitarrista Tony Iommi (Black Sabbath) neste mês – os dois vão com frequência à cidade para serem homenageados.

Os dois músicos ingleses capitanearam os esforços de arrecadação de fundos entre artistas do mundo inteiro para a reconstrução de cidades e hospitais após o terremoto de 1988. Não são apenas celebridades na Armênia: são considerados heróis.

Ian Gillan e Tony Iommi com a orquetsra armênia (FOTO: DIVULGAÇÃO/REPRODUÇÃO TWITTER)

Projeto beneficente e duradouro

Os dois criaram o Rock Aid Armenia em 1990 e gravaram em 2010 uma música, "Out Of My Mind", para arrecadar mais dinheiro e aplicá-lo de forma beneficente na Armênia. Tocaram na gravação Nicko McBrain (baterista do Iron Maiden) e o tecladista Jon Lord (ex-Deep Purple).

Por que eles retomaram o projeto de ajuda aos armênios depois de 21 anos? Iommi e alguns amigos sempre acompanharam a aplicação dos recursos arrecadados em 1989.

Em 2009, Gillan e Iommi estiveram em Yerevan e foram a alguns dos locais mais afetados pelo terremoto na época. Eles visitaram uma escola de música e descobriram que o local ainda não foi reconstruído totamente. Arregaçaram as mangas e e decidiram arrecadar mais dinheiro e para terminar a escola.

O terremoto armênio de dezembro de 1988 nem foi o mais forte da história – chegou a 7,2 graus na escala Richter, que mede a intensidade dos tremores.

O problema é que quase todo o país está encravado em uma cordilheira, o que agravou as consequências. As estimativas oficiais dão conta de que mais de 40 mil pessoas morreram ou desapareceram.

As imagens feitas à época foram chocantes. Em um tempo onde eram frequentes os eventos beneficentes, roqueiros ingleses se reuniram no projeto Rock Aid Armenia em 1989 para gravar a música "Smoke on the Water", do Deep Purple, cujos membros cederamos direitos para o projeto.

A versão ficou magnífica e contou com uma constelação de artistas. Veja a lista: Bryan Adams, Ritchie Blackmore (Deep Purple), Bruce Dickinson (Iron Maiden), Keith Emerson (Emerson Lake and Palmer), Ian Gillan (Deep Purple), David Gilmour (Pink Floyd), John Paul Jones (Led Zeppelin), Tony Iommi (Black Sabbath), Alex Lifeson (Rush), Jon Lord (Deep Purple e Whitesnake), Brian May (Queen), Adrian Smith (Iron Maiden), Paul Rodgers (Bad Company), Chris Squire (Yes) e Roger Taylor (Queen).

Aqui você vê o clipe da versão estelar de "Smoke on the Water":

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br