Topo
Combate Rock

Combate Rock

A festa da gaita é uma celebração da cultura e do conhecimento

Combate Rock

2011-06-20T19:17:00

11/06/2019 17h00

Marcelo Moreira

Jam session com Os Harmônios encerrou o segundo dia da Expo Harmonica (FOTO: MARCELO MOREIRA)

A festa da gaita em São Paulo é um monumento à história da música que precisa ser descoberto. Em um afastado centro cultural da zona leste de São Paulo, a Expo Harmônica se transformou em um tesouro escondido na imensa megalópole brasileira.

Em sua segunda edição, seis anos depois da primeira, a Expo Harmônica conta um pouco de nossa história como um todo e, em particular, o da música brasileira.

Com um acervo riquíssimo, o evento é uma bênção para quem quer conhecer os instrumentos – gaitas cromáticas, diatônicas, sanfonas, bandoneons, escaletas e tudo relacionado ao sopro e aspirações.

Gaitas do século XIX? Tem aos montes. Textos sobre a evolução dos instrumentos? Mais ainda. Presença de especialistas? Estava cheio deles.

A Expo Harmônica é um evento organizado pela escola de música H-Unit e um sonho de um de seus sócios, Geizon Cezare, abraçado pelos companheiros Marcio Scialis e Little Will – os três gaitistas formam a banda Os Harmônicos. Tem o apoio de diversas marcas que fabricam gaitas e empresas ligadas ao meio musical.

Mais do que uma exposição, é uma reunião de grandes amigos e músicos para trocar ideias e mostrar novidades do instrumento. Além da exposição em si, a Expo Harmônica promove workshops, debates e jam sessions entremeadas com palestras.

Parte do acervo da exposição de gatas (FOTO: MARCELO MOREIRA)

O evento está ocorrendo em todos os sábados do mês de junho e termina no dia 29 no Centro Cultural Vila Formosa, na zona leste de São Paulo.

Ao contrário do que muitos pensam, não é um encontro para iniciados. Gratuito, recebe qualquer tipo de pessoa interessada em música.

O workshop do gaitista Ivan Marcio, por exemplo, é uma aula de história do blues e do instrumento, mas também uma excelente oportunidade de ouvir como é a vida de um músico profissional em um momento tão difícil pra a cultura brasileira.

Já a jam sesseion de encerramento do segundo dia – 8 de junho – foi outro momento memorável, com os Harmônicos recebendo no palco amigos que ajudaram, de certa forma, a dar forma ao evento, como Eneias Ribeiro, Ailton Rios, Alemão da Gaita e mais uma série de músicos importantes – uma pena o gaitista Big Chic ter ido embora mais cedo.

"Um dos objetivos dessa edição é mostrar que a música é cultura e uma forma importante de disseminação do conhecimento. Estamos nos sentido realizados e pretendemos fazer com que a coisa seja ainda melhor nos outros dias do evento", disse Cezare, o organizador.

Por ser um evento underground, digamos assim, a Expo Harmônica controu com uma estrutura simples e amparo em editais públicos.

O Centro Cultural Vila Formosa mostrou-se um espaço quase perfeito para um evento de tal porte – não fosse a distância grande de qualquer estação de metrô, o que foi uma reclamação de algumas pessoas nas redes sociais.

Mas aqui cabe uma expilicação dos organizadores. Decidido que o evento seria no Centro Cultural Vila Formosa, um equipamento municipal, uma das exigências era de que o foco fosse regional, ou seja, acesso fácil para a população do bairro e do entorno, o que de fato ocorreu.

Como já havíamos adiantado, é um evento undergound ue depende de uma série de fatores e de condições específicas para ser realizado – e ainda bem que foi realizado novamente, seis anos depois.

Em tempos bicudos de crise econômica e ataques às artes, à cultura e à educação, agradeçamos a existência de espaços públicos como esse para a realização de mostras como a Expo Harmônica.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br