Topo
Combate Rock

Combate Rock

Notas roqueiras: Andralls, Ruínas de Sade...

Combate Rock

2030-04-20T19:12:00

30/04/2019 12h00

Andralls (FOTO: DIVULGAÇÃO)

– "Bleeding For Thrash", sexto álbum de estúdio do Andralls, está com data de lançamento marcada: 25 de junho, através da Distro Rock Records e Metal Under Store. Gravado no Papiris Studio (SP) ao lado do produtor Caio Monfort, o material, segundo o baterista Alexandre Brito, foi composto "nos moldes antigos". "Alex Coelho e eu compusemos a maioria das músicas fazendo jams de bateria e guitarra. Curiosamente, foi dentro da mesma sala em que começamos a tocar juntos lá pelos idos de 1993/94", contou. "O processo foi longo, pois tivemos o cuidado de colocar todos os elementos que gostamos e havíamos usado nos discos anteriores. É thrash metal, mas traz pitadas de death, punk, metal tradicional, industrial e até referências de country music em uma das faixas", revelou. Durante o processo de composição, o vocalista e guitarrista Alex Coelho foi diagnosticado com um câncer na tireoide, o que acabou atrasando o início das gravações. "Isso nos deixou bem apreensivos. Porém, com calma e atitude, Alex tomou a decisão de seguirmos compondo enquanto ele começava a se preparar para o tratamento, operação e todos os outros procedimentos da retirada do tumor", explicou o baterista. "Ele ficou impossibilitado de cantar por cerca de seis meses e teve que praticamente reaprender a cantar para, enfim, entrarmos em estúdio. Hoje ele está curado e berrando mais do que nunca!", acrescentou Brito. O título do álbum, inclusive, tem relação com o processo de composição e gravação, que também contou com a mudança de baixista, com a saída de Eddie C. e a entrada de Felipe Freitas. "Decidimos dar o nome de 'Bleeding for Thrash', que realmente caiu como uma luva. O disco traz um Andralls muito agressivo, técnico, sujo e rápido, como sempre foi. São pouco mais de 30 minutos divididos em 11 temas para headbanger nenhum ficar sem bater cabeça", concluiu o baterista.

– Está programado para o segundo semestre de 2019 o lançamento do primeiro full length do Ruínas de Sade. O disco, que marca a estreia da banda de stoner doom no selo da Obscur. O trabalho terá seis faixas e mostrará uma nova fase do quarteto de Brusque (Santa Catarina), que apesar da influência atemporal de Sleep, agora experimenta riffs pesados com melodias do blues e dá espaço até mesmo para momentos de post metal. Quatro faixas já estão prontas, confirma o baixista Paulo Machado. São músicas longas – uma atinge os 23 minutos de duração. O novo disco ainda terá mais duas faixas, uma rápida, de curta duração e com influência de noise, revela Machado. Hugo Grubert (vocais), Vitor "Bob" Zen (guitarra) e Cleiton (bateria) completam a banda.

 

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br