Topo
Combate Rock

Combate Rock

Rápido panorama do metal nacional - 27

Combate Rock

2014-04-20T19:07:00

14/04/2019 07h00

Marcelo Moreira

– War Indusries Inc – É difícil fazer grunge e ficar bom, mas alguns conseguem. Essa banda que tem dois brasileiros e um americano conseguiram um resultado interessante em "Legends fron the Turtle Island", um álbum coeso e bem gravado, embora sem o peso das guitarras que poderias deixar as músicas mais interessantes. De qualquer forma, "Skull Cave" e "Red Gibis" são os destaques, sendo um pouco mais aceleradas e vibrantes.

– Barril de Pólvora – o CD autointitulado é a estreia de uma banda mineira veterana do circuito de bares e covers. Na sua aventura por fazer rock pesado em português, o resultado é bem interessante. É possível observar as influências de bandas domo Metalmorphose, Baranga, Golpe de Estado e até Centúrias. "Tocando no Inferno" e "Blues da Saudade" são os melhores exemplos da miscelânea de estilos.

– Overthrash – "Until Death" é o mais recente trabalho desta banda de Bauru. Competente e focada, aborda uma sonoridade clássica dos anos 80, com um instrumental reto e bem feito, como nas rápidas e pesadas "Alternative World" e "What Is This?" Para os próximos trabalhos, talvez seja necessário avançar na ousadia, com a adição de novos elementos ou conferindo mais técnica à execução com forma de se diferenciar do mar de bandas que surgem a cada mês.

– Morality's Asylum – Outra banda corajosa ao abraçar o progressive metal. Imagine um ícone do gênero e podemos detectar a sua influência, indo de Dream Theater a Fates Warning, de Queensryche a Threshold, de Vanden Plas a Circus Maximus. O álbum autointitulado é uma festa para os que apreciam execuções precisas e virtuosas, com solos viajantes e bem estruturados. "The Clockwork Paradigm" é o destaque.

– Myrkgand – Black metal da Paraíba, a banda de um homem só mostra finalmente a sua grande capacidade de transformar horror e blasfêmia em música de qualidade. Dmitry Luna é o multi-instrumentista por trás do nome importante do metal extremo brasileiro e consegue uma equilibrada mistura de black metal, death metal e folk com conteúdo denso e surpreendente. Em um subgênero onde é difícil se destacar, mesmo internacionalmente, Luna e seu Myrkgand têm méritos aos executar de forma competente o black metal – "The Elemental King" e "Dangerous Dungeon" são os destaques.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br