PUBLICIDADE
Topo

Combate Rock

Filme sobre o Queen leva 4 Oscars, incluindo melhor ator, com Rami Malek

Combate Rock

25/02/2019 15h00

Do site Roque Reverso

Rami Malek como Freddie Mercury (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O rock n' roll pode não estar nas suas melhores fases, mas fez bonito numa das mais tradicionais cerimônias do planeta na passagem do domingo, 24 de fevereiro, para a segunda-feira, 25 (horário de Brasília). Tudo porque o filme "Bohemian Rhapsody", que conta a história do Queen e de Freddie Mercury, honrou o estilo musical e levou nada menos do que quatro prêmios Oscar dos cinco que concorreu.

O destaque foi para o prêmio de Melhor Ator, vencido por Rami Malek, que interpretou brilhantemente o eterno vocalista da banda.

O filme concorria em cinco categorias: Melhor Filme, Melhor Ator, Edição de Som, Mixagem de Som e Montagem.

Só não levou a estatueta de Melhor Filme, que ficou com "Green Book".

A despeito da maior parte dos prêmio ser da área técnica, Rami Malek venceu numa das categorias tradicionalmente mais disputadas do Oscar.

Ele venceu Christian Bale ("Vice"), Bradley Cooper ("Nasce Uma Estrela"), Willem Dafoe ("No Portal da Eternidade") e Viggo Mortensen ("Green Book").

Em seu discurso, Malek agradeceu ao Queen, à sua família e à mãe, numa fala que gerou grande emoção no evento.

"Fizemos um filme sobre um homem gay, filho de imigrantes e que sempre foi verdadeiro com ele mesmo", afirmou Malek, referindo-se ao inesquecível Freddie Mercury.

Quem assistiu ao filme e se emocionou com "Bohemian Rhapsody" torcia demais, especialmente para Malek, que interpretou Mercury de maneira brilhante e cativante.

O ator já havia ganho outros prêmios importantes, como o Globo de Ouro, que também premiou a película como Melhor Filme Dramático no mês de janeiro.

Na abertura do Oscar, o que sobrou do Queen (a dupla formada pelo guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor) se apresentou ao lado do cantor Adam Lambert. Eles tocaram "We Will Rock You" e "We Are The Champions".

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock