Topo
Combate Rock

Combate Rock

Gabi Gonzalez e Hard Blues Trio: o melhor do blues com sotaque regional

Combate Rock

28/01/2019 06h55

Marcelo Moreira

Fé no blues e é na estrada com elas. Gabi Gonzalez e Dani Ela, do Hard Blues Trio, destacaram-se no ano passado dentro do gênero musical ajudando a dar ma cara diferente a um mundo ainda bastante dominado pelos homens.

Elas se juntam às irmãs Tatiana e Nina Pará (guitarra e bateria, respectivamente), à cantora Bia Marchese e às gaitistas Sarah Messias e Tiffany Harp, entre outras, a um clubinho que deve crescer ainda mais: ao das meninas que mergulham de cabeça no jazz e no blues.

Gabi Gonzalez é guitarrista e professora no Conservatório Souza Lima. Toca muito e tem uma habilidade peculiar para tocar blues e música regional brasileira.

"Com Elas" é o seu mais recente CD, lançado no ano passado pela Rock Company Records, do visionário e persistente Valmir Zuzzi.

Foi com a ajuda do Elas Quarteto, o qual ela integra, que ela gravou tudo com simplicidade e talento – completam o time a baterista Bianca Predieri, a baixista Gê Ruiz e a percussionista Roberta Kelly, que ainda convidaram a saxofonista Sintia Piccin e a baterista Priscila Brigante.

Totalmente instrumental e composto por Gabi, "Com Elas" teve como grande sacada a produção limpa e clara de Lucas Gatti, que respondeu ainda pela captação, mixagem e masterização.

Tem muito blues e rock, mas tudo misturado com ritmos brasileiros, o que confere um ar de "world music" ao trabalho. Gabi adora um fraseado jazzístico, aplicando duetos interessantes com Gê Ruiz, mas tem o cuidado de não atropelar ninguém. Ela é a estrela, mas dá espaço para todas brilharem.

"Com Elas no Groove" abre oCD de forma contagiante, com todas as meninas mostrando as suas credenciais. E uma jam session bacana, bem ensaiadinha (santa hipocrisia!), com a guitarra conduzindo toda a melodia em cima de um baixo ziguezagueante.

"Manaê" e "Da Chuva" já se embrenham nos rimos brasileiros e o quarteto se dá bem, mostrando destreza e qualidades técnicas elogiáveis.

O blues e o jazz dão as caras em "Com Calma, Lídia" e "Soutien no Abajour", esta a melhor do álbum, linhas variadas de guitarra e baixo e uma percussão contagiante e precisa. "Indo Para Camburi" tem uma levada mais bossa nova, com um trabalho muito bacana de guitarras e violões.

Gabi Gonzalez gravou provavelmente o trabalho de música instrumental mais instigante e interessante do Brasil no ano passado, ao lado do ótimo álbum "Quebra-Cabeça", do estupendo grupo Bixiga 70.

A gaúcha Dani Ela conseguiu melhorar o que já era muito bom. O Hard Blues Trio ganhou, e muito, com a entrada da baixista e vocalista de voz forte e rouca.

É inevitável não comparara, ao menos a essência, a banda com o trio norte-americano Trampled Under Foot, de Kansas City, formado pelos irmãos Schnebelen, sendo que Danielle é a baixista e vocalista de voz poderosa, transitando com maestria entre o blues e a soul music.

"Pé na Estrada" é o mais recente trabalho do trio gaúcho, que é completado pelo guitarrista Juliano Rosa e pelo baterista Alexandre Becker. Os três são músicos conceituados no blues sul-americano, com muito tempo de carreira e acompanhando músicos argentinos, chilenos, uruguaios e brasileiros.

Diferentemente do Trample Under Foot, o Hard Blues Trio busca um caminho intermediário entre o blues e o rock, sendo que Dani Ela aposta em um som mais grooveado e gorduroso para contrapor o som da guitarra cristalina e acelerada de Rosa.

O guitarrista, aliás, é adepto de fraseados precisos e econômicos, mas gosta de brilhar nos solos, uma característica dos mestres blueseiros sulistas do instrumento, como Fernando Noronha, Rodrigo Campagnolo, Sólon Fishbone, entre outros.

O álbum é muito gostoso de ouvir. Aqui e ali dá perceber influências de música regional gaúcha, o que dá uma distinção à sonoridade do trio.

Com uma produção simples e sem qualquer resquício de rebuscamento, Rosa e Dani conseguiram encontrar timbragens interessantes em seus instrumentos e fizeram um som diferente e mais moderno, como na faixa-título e em "Depois das Montanhas".

"Correndo com o Diabo" e "Cadeiras Vazias" são divertidas e são as que o baio ganha maior proeminência, se tornando quase como uma base guitarrística.

O blues rock dá as caras em duas faixas em inglês, "Growin' Up" e "Watch Your Step", mostrando que o trio também sabe soar mais pesado.

Nome forte no Sul, o Hard Blues Trio term agora a missão de reforçar a presença nas outras grandes cidades brasileiras. Certamente, é um nome que não pode faltar em festivais importantes de blues de Sõ Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais neste ano.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br