Topo
Combate Rock

Combate Rock

Profane Omen aprofunda a conexão roqueira Brasil-Finlândia

Combate Rock

2003-01-20T19:07:00

03/01/2019 07h00

Marcelo Moreira

Profane Omen (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A coexão roqueira Brasil-Finalândia está se intensificando. Depois do Armroed Dawn, banda paulistana que tem entre seus líderes o guitarrista Timo Kaakoski, desta vez ganha destaque o vocalista Jules Näveri, da banda de heavy metal Profane Omen, que faz do Rio de Janeiro uma das plataformas principais de lançamento do novo álbum do grupo.

Casado com uma brasileira e vivendo no Rio desde 2005, o músico finlandês supera o caos administrativo da cidade e do Estado, as balas perdidas e a violência policial e diz que segue firme fazendo música na cidade. "Gosto daqui, de São Paulo e de Salvador, onde eu morei", diz em bom português.

Näveri é um daqueles espíritos livres que usaram o rock para conhecer o mundo. Conversando com ele é possível entender porque Kaakoski e a cantora Tarja Turunen, ex-Nightwish, gostam tanto do Brasil."Os padrões de comportamento no Brasil e na América do Sul são diferentes, aqui é possível sentir mais liberdade, há menos amarras nos relacionamentos. Aqui as pessoas são mais extrovertidas e espontâneas, por mais que haja problemas sociais e econômicos graves. Nos países nórdicos há menos liberdade neste sentido."

Mas então a banda finlandesa Profane Omen se mudou para o Brasil? "Não, eles ainda não tomaram essa decisão (risos). Eles continuam lá Helsinque e Lahti. Trocamos informações por e-mail e skype e quando necessário vou para lá."

Na mais recente visita ao país natal, o vocalista ajudou a finalizar "Ooka", o quinto álbum da carreira do sexteto formado na cidade de Lahti, em 1999. "War Boy" é o primeiro single e primeiro clipe do álbum, que tem as vozes de cantores de quatro importantes bandas de metal da Finlândia – Moonsorrow, Ensiferum, Finntroll e Korpiklaani. 

"É uma grande honra para nós que esses quatro cavalheiros tenham considerado 'War Boy' digna de seu tempo. Tudo começou com uma ideia maluca que de repente se tornou executável e então Mathias, Jonne, Mahi e Ville apareceram no estúdio e tivemos um dia maravilhoso gravando as partes deles. O fato de terem encontrado um tempinho em suas agendas lotadas mostra como esses caras são legais e a música não teria ficado tão potente sem a participação deles", afirma Näveri.

Embora Ooka possa significar flor de cerejeira no idioma japonês, o significado do título do álbum está mais para o segundo entendimento possível da palavra que vai totalmente na contramão: um "ataque de aeronaves kamikazes", como mostra a capa do disco. 

A Europa e a América do Sul, por enquanto, são as prioridades do Profane Omen. Näveri reconhece o potencial do mercado roqueiro brasileiro, com uma quantidade grande de boas bandas e um empreendedorismo notável. No entanto, admite que a prolongada crise econômica atrapalha, e muito.

"Atrapalha para todo mundo. Claro que gostaríamos de uma segurança maior para expandir os horizontes para cá, mas por enquanto vamos trabalhar com o que temos. O novo álbum vai ser trabalhado com calma", diz Näveri

O cantor quer coroar o bom momento do sexteto finlandês com shows pelo Brasil em 2019, ano em que a banda completa 20 anos de existência. "Seria um sonho, mas sabemos que 2019 é um ano de mudanças importantes para o Brasil. Quem sabe não consigamos uma turnê para comemorar por aqui em 'minha casa'?"

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br