Topo
Combate Rock

Combate Rock

Com apenas 49 anos, morre o saxofonista Roy Hargrove

Combate Rock

26/11/2018 17h00

Do blog Mannish Blog 

 

Roy Hargrove (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Morreu precocemente no começo de novembro, aos 49 anos, de ataque cardíaco, um dos grandes trompetistas de jazz da atualidade, Roy Hargrove.
O texano foi descoberto por Wynton Marsalis quando este visitou a Escola Secundária Booker T. Washington para o Performing and Visual Arts em Dallas. Hargrove dizia que uma de suas principais influências foi o saxofonista David "Fathead" Newman, conhecido por ser sideman Ray Charles por muitos anos.
Roy Anthony Hargrove ganhou notoriedade mundial depois de ganhar dois prêmios Grammy: em 1998 com o álbum Habana com Crisol, a banda afro-cubana fundada por ele. E em 2002 com o excelente "Directions in Music: Live no Massey Hall" com os co-líderes Herbie Hancock e Michael Brecker, este, lançado no Brasil. Uma aula de jazz moderno que não pode faltar em nenhuma coleção de discos séria.
Seu grupo, o The RH Factor, combinava elementos de jazz, funk, hip-hop, soul e música gospel. Seus membros incluíram Chalmers "Spanky" Alford, Pino Palladino, James Poyser, Jonathan Batiste e Bernard Wright.
Sua primeira gravação foi com o saxofonista Bobby Watson. Entre 1988 e 90 edtudou na Berklee College of Music, em Boston e em 1990 lançou seu primeiro álbum solo, Diamond in the Rough, no selo Novus / RCA. Ele foi contratado pela Lincoln Center Jazz Orchestra e escreveu The Love Suite: Em Mogno, que estreou em 1993.
Em 1994 foi contratado pela Verve, vindo a gravar com Joe Henderson, Stanley Turrentine, Johnny Griffin, Joshua Redman e Branford Marsalis.
E ao longo da carreira gravou com feras dentro e fora do jazz como Sonny Rollins,Jimmy Cobb, Shirley Horn, Erykah Badu, Common, Roy Hynes, D'Angelo, Ray Brown, Christian McBride, Danny Gatton, Joshua Redman e muitos outros.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br