Topo
Combate Rock

Combate Rock

U2 cita eleição de Bolsonaro: 'Carnaval no Brasil vai virar parada militar'

Combate Rock

31/10/2018 17h00

Do site Roque Reverso

U2 toca em Belfast, na Irlanda do Norte (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A eleição presidencial no Brasil não passou sem ser observada no mundo inteiro e o U2 foi mais um representante do rock que opinou sobre a ascensão da extrema-direita ao Poder. Em show realizado no domingo, 28, em Belfast, na Irlanda do Norte, o grupo usou um personagem, o alter ego diabólico do vocalista Bono, o "Mr. MacPhisto", para citar o presidente eleito da República, Jair Bolsonaro.

Durante a apresentação, o "Mr. MacPhisto" ironizou Bolsonaro, chamando o novo presidente de "Capitão Bossa Nova".

Ele colocou o político numa lista que continha o presidente do Estados Unidos, Donald Trump, e o das Filipinas, Rodrigo Duterte; e disse que a situação no País mudaria, usando o carnaval como base de comparação.

"Os demônios de MacPhisto estão tomando o poder ao redor do planeta. Meu tipo de pessoa, como Donald, fazendo a América odiar de novo. Meu bonitão filipino, Rodrigo Duterte", brincou Bono, por meio de seu personagem.

E acrescentou: "Quem diria, neste dia de eleição,  que milhões de brasileiros estão prestes a transformar o seu carnaval em uma parada militar pelo capitão Bossa Nova. Bolsonaro é o nome dele. Tantos nomes, mas uma única face: a minha!"

O nome "Mr. MacPhisto" vem da junção de "Mac", de McDonalds, que é um dos símbolos do capitalismo mundial, e de "Phisto", que vem de Mefistófiles, o demônio que faz o pacto com Fausto, protagonista da obra do escritor alemão Goethe.

O U2 é mais um dos vários nomes importantes da música internacional a criticar Bolsonaro. Recentemente, o caso mais emblemático foi do cantor Roger Waters, que aderiu ao movimento do #EleNão na turnê que passou pelo Brasil em outubro, mês da eleição presidencial do País.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br