Topo
Combate Rock

Combate Rock

Uma pechincha por um CD que traz Clapton, Beck e Page juntos no palco

Combate Rock

07/03/2018 07h00

Marcelo Moreira

Estava ali, escondido em um amontoado de CDs promocionais. “Eric Clapton & Friends'', fabricado e lançado pela brasileira Top Tape, sem nenhuma informação adicional.

Olhando o encarte e o verso, uma tímida informação sobre o tal “concerto'', e uma referência mais sucinta ainda à A.R.M.S., uma entidade britânica de apoio à pesquisa de uma doença chamada esclerose múltipla.

Para quem conhece um pouco da história do rock, ficava claro que era o áudio, de boa qualidade, de um dos concertos beneficentes realizados no segundo semestre de 1983, conseguindo a proeza de reunir por uma única vez os magos da guitarra Eric Clapton, Jeff Beck e Jimmy Page, amigos, concorrentes e ex-companheiros, em fases distintas, nos Yardbirds.

Foi numa coincidência interessante que eu tenha visto esse CD, nas Lojas Americanas, por R$ 10, no ano em que a mítica turnê em benefício da A.R.M.S. completa 35 anos, uma série mágica de concertos históricos com a presença de outros do rock.

Desde os anos 90, de temos em tempos, empresas brasileiras lançam como se fossem “oficiais'' CDs e DVDs contendo shows e gravações que não fazem parte da discografia/videografia dos artistas – o que não quer dizer, em primeira instância, que sejam “piratas''. No entanto, que é esquisito é, sem dúvida.

A Coqueiro Verde por exemplo, colocou anos atrás uma interessantíssima coletânea em vídeo chamada “Os 50 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos'', com imagens legais de gente como Led Zeppelin, Queen, Pete Townshend, Rolling Stones e muitos outros.

Na época, choveram denúncias de que aquilo era pirataria. No entanto, custa-me a acreditar que uma empresa séria como essa se aventuraria a embarcar em uma empreitada que pudesse ser contestada sob o argumento de “pirataria''.

Capa da edição oficial inglesa de Eric Clapton & Friends

O CD “Eric Clapton & Friends'', da Top tape, provavelmente teve o áudio de suas 10 faixas retirado dos DVDs “A.R.M.S. Concerts'', comercializado no Brasil no começo dos anos 2000. Eram dois volumes com imagens de shows da turnê registradas em Los Angeles e San Francisco em setembro de 1983.

Curiosamente, existe um combo oficial sobre esses concertos e que foi lançado em 2008 e reeditado em 2012 na Inglaterra e nos Estados Unidos.

Eric Clapton, Jeff Beck e Jimmy Page, a santíssima trindade da guitarra inglesa, excursionaram por alguns meses, ao lado de outros astros do rock, como Steve Winwood, Joe Cocker e a então cozinha dos Rolling Stones (o baixista Bill Wyman e o baterista Charlie Watts), entre 1983 e 1984, fazendo parte de uma turnê beneficente em prol da A.R.M.S.

Alguns dos shows foram transformados em dois concorridos vídeos em VHS chamados “A.R. M. S. Concert'', lançados em meados dos anos 90, mas jamais reeditados em DVD por questões de direitos autorais e o mesmo em relação ao áudio, só lançado uma única vez em CD, em edição limitadíssima.

Mais eis que Eric Clapton, na esteira do lançamento de seu mais novo projeto, “Eric Clapton & Friends – The Breeze: An Appreciation of JJ Cale'' – uma homenagem ao amigo morto no começo deste ano -, conseguiu a autorização para recolocar no mercado o áudio de uma apresentação do A.R.M.S. de 1983 realizada em Londres.

Boa qualidade

O que antes só era encontrado em áudio de qualidade sofrível em bootlegs (CDs piratas) teve uma limitadíssima edição de luxo lançada em 2008, mas está prestes a ser reeditada na Inglaterra para ser apreciado em toda a sua plenitude. O CD duplo foi batizado de “Eric Clapton & Friends – A.R.M.S. Benefit Concert''

O concerto – e sua turnê norte-americana subsequente – foi organizada pelo baixista e cantor inglês Ronnie Lane (ex-Small Faces e The Faces), que foi diagnosticado com esclerose múltipla, uma doença incurável e que provoca, entre outras coisas, o atrofiamento de músicos e afeta os nervos, em 1980.

Membro emérito da entidade, juntou alguns amigos para a série de concertos beneficentes para arrecadar fundos a serem aplicados em pesquisas sobre a doença e na procura de uma eventual cura. Lane morreu em 1998, aos 51 anos, bastante debilitando, em consequência de problemas cardíacos agravados pela esclerose múltipla.

Na série de concertos, um momento histórico acontece: Page, Beck e Clapton tocam juntos em duas músicas, “Layla'', grande sucesso de Clapton com o Derek and the Dominos, e em “Stairway to Heaven'', superclássico do Led Zeppelin, em versão instrumental.

clapton2

O áudio que foi disponibilizado em CD duplo há dez anos tem partes das apresentações individuais de Clapton, Beck, Page e Steve Winwood, além de uma música solo de Andy Fairweather-Low, guitarrista que já tocou nas bandas de apoio de Roger Waters (Pink Floyd), Eric Clapton e na banda de suporte da versão dos anos 8o do Pink Floyd, entre outros trabalhos importantes.

Algumas datas contaram com a participação dos rolling stones Bill Wyman e Charlie Watts (bateria) e de Kenney Jones, ex-baterista dos Small Faces e The Faces, além de ter substituído Keith Moon no The Who.

Se você gosta de garimpar raridades em sebos e saldões, preste bem a atenção neste CD.

 

 

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br