PUBLICIDADE
Topo

Notas Roqueiras - Blitz The Ambassador, Barro, Cecília Viva

Maurício Gaia

19/09/2017 18h30

Equipe Combate Rock

Blitz The Ambassador (foto: divulgação)

– Nascido e criado em Accra, Gana, Blitz the Ambassador vem ao Brasil para lançar seu mais recente trabalho, Diasporadical, no Sesc Pinheiros, no dia 22 de setembro. Um dos grandes nomes do afro futurismo na atualidade, seu quarto e mais recente álbum trouxe elementos da ancestralidade africana na diáspora presente em três países diferentes: Brasil, Gana e Estados Unidos.

Acompanhado por Sydney Driver (bateria), Jonathan Levy (baixo), Raja Kassis (guitarra), Igmar Thomas (trompete), Brent Birkhead (sax) e Matt Hartnett (trombone), os vocais de Blitz carregam um discurso contundente e um rap enérgico e original, que incorpora sonoridades africanas, eletrônicas e de gêneros associados a um discurso combativo, como o afrobeat. O artista é referência da música africana contemporânea e já gravou com nomes da como Sean Kuti, AkuaNaru, NNeka e o brasileiro Emicida.

SERVIÇO:

Dia 22 de setembro de 2017. Sexta, às 21h

Local: Sesc Pinheiros – Teatro Paulo Autran(1.010 lugares)
Endereço: Rua Paes Leme, 195.

Preços R$ 40 (inteira). R$ 20 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 12 (credencial plena do Sesc: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).
Venda online no portal sescsp.org.br e nas bilheterias da rede Sesc

Barro (foto: Louise Vaz)

Barro é figura conhecida na cena musical do Recife (PE) e, desde o ano passado, vem conquistando seu espaço pelo Brasil e na Europa. Seu disco solo de estreia, Miocardio, foi lançado em agosto de 2016 e, depois de passar por uma série de apresentações em São Paulo e no Rio de Janeiro, retorna à capital paulista para fechar com chave de ouro as comemorações do primeiro ano do álbum, no Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, dia 23, a partir das 21h.

A apresentação terá algumas surpresas, como o lançamento offline do clipe de Poliamor, dirigido por André Gonzales (ex-Móveis Coloniais de Acaju) e Ednei Martins (Terravista Filmes).

O espetáculo conta com Barro comandando no vocal e tocando guitarra e violão de 7 cordas com pedais, ao lado de uma banda composta pelos músicos Ricardo Fraga (bateria, sampler, spds e baixo) e Guilherme Assis (baixo, sintetizador, teclado e sampler). O repertório é composto por ritmos que trazem influência da música pop, nordestina e MPB.

Serviço
23 de setembro de 2017 – 21h
Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Capacidade: 806 lugares
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque Ibirapuera

Ingressos – R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) pelo site www.ingressorapido.com.br

Formas de Pagamento | American Express, Visa, MasterCard, Dinners Club, Aura, Hipercard, Elo, Vale Cultura Sodexo e Vale Cultura Ticket, todos os cartões de débito e dinheiro. Não aceita cheques.

Horários da bilheteria |

Sextas-feiras e sábados, das 13h às 22h

Domingos, das 13h às 20h

Meia Entrada | Estudantes: apresentar na entrada Carteira de Identidade Estudantil. / Professores da Rede Estadual, Aposentados e Idosos acima de 60 anos: apresentar RG e comprovante.
O serviço de reservas pelo site do Auditório está suspenso temporariamente para adequação ao aumento da demanda e melhor atendimento ao usuário.

Autoramas é um dos destaques do Cecília Viva (foto: Divulgação)

– A Associação Cultural Cecília irá completar 9 anos de atividades em novembro e foram muitas mudanças desde 2008. De 13 sócios que fundaram a casa, hoje as despesas e responsabilidades são divididas apenas por 4. A casa sempre se manteve com os aluguéis das salas e algum lucro gerado pelo bar, mas este ano tivemos que fazer vários ajustes – incluindo dividir a bilheteria de shows e alugar o espaço para eventos.

Neste período, foram mais de 500 bandas recebidas, 90 artistas plásticos fazendo exposições diversas, incontáveis exibições de filmes independentes, presença de vários chefs de cozinha, grupos de dança, teatro, feiras e muitas outras ideias, como o Cordão Cecília (carnaval de rua) e o festival anual 3 pra 1.

E neste tempo, como todo espaço de cultura alternativa sem patrocínio ou apoio, dívidas foram acumulanod. A maior dívida é o aluguel da casa, que já tem data limite para ser acertada para que se possa renovar o contrato e continuar as atividades.

Com o tempo curto e sem investimentos, pela primeira vez em sua história, a Associação Cultural Cecília decidiu realizar um evento beneficente à própria casa. Em vez de fazer um crowdfunding neste momento, as portas serão abertas nos dias 30/setembro e 1/outubro para receber 9 bandas que fazem parte da história do lugar, num festival gratuito/pague quanto quiser pra colar muita gente mesmo.

As bandas tocarão sem cachê e o evento também conta com o apoio do Estúdio Aurora, que cederá equipamentos; da cervejaria Guerrilha, que fornecerá as bebida; da Vera Pasta, que ficará responsável pela cozinha; Rodrigo Chã pelas artes; Supernova pela comunicação; Menú da Música e de diversos apoiadores e amigos dessa jornada.

Para quem quiser fazer doações de qualquer valor, de 19/9 a 6/10, pode fazer atrávés de depósito em conta bancária. A primeira parcela da dívida vence em 9/10 e esta data é decisiva na história da Cecília.

Programação:

Bloody Mary
Rakta
Ema Stoned
Emicaeli
ACruz Sesper Trio
Patife Band
Autoramas
Test
*atração surpresa*

Serviço:
Cecília Viva – festival beneficente
29/setembro e 1/outubro
Associação Cultural Cecília
Rua Vitorino Carmilo, 449
Das 16h às 23h

Gratuito/Pague quanto quiser
Página do evento no Facebook: aqui

Dados para depósito:

Banco Bradesco
AG – 3144
CC – 4747-3
CNPJ – 10.717.826/0001-20

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock