PUBLICIDADE
Topo

Uma breve história do rock no Brasil por quem entende do assunto

Combate Rock

13/08/2014 12h00

Marcelo Moreira

Precisamos de mais um livro sobre a história do rock brasileiro? No caso de um recentíssimo lançamento, sim, já que quem assina a obra é o jornalista, pesquisador e músico Ayrton Mugnaini Júnior, um dos mais respeitados profissionais da área cultural de São Paulo. "Breve História do Rock Brasileiro" (Ed. Nova Alexandria)  é um dos resultados de mais de 30 anos de pesquisa sobre o assunto e também uma cria do Arquivo do Rock Brasileiro, o maior projeto multimeios sobre o assunto e do qual o autor é o curador.

"Eu sempre quis ser o 'Tinhorão do rock', ou seja, pesquisador que não se deixa levar por aparências, modismos, fuxicos ou opiniões de manda-chuvas, e que gosta de "descobrir a pólvora" e ter novos pontos de vista, ver no já visto o que ninguém mais viu (uau, falei bonito).", diz Mugnaini.

O breve do título realmente é respeitado. Mugnaini não pretende fazer um tratado sobre o assunto – ainda bem. Assim como a pesquisa, a edição é bastante criteriosa, com uma seleção do que realmente foi e é relevante na história do gênero no Brasil e, indo além, realiza uma contextualização bastante satisfatória em termos históricos e sociais.

"Do mesmo modo que o Brasil tem História desde antes de 1500, com os índios aqui e as maquinações da corte portuguesa lá, e a vida de Elvis Presley começa com as pessoas suas antepassadas que vieram do Reino Unido para os EUA, este meu livro procura lembrar que o rock brasileiro já existia sem este nome antes de Nora Ney gravar 'Rock Around The Clock' em 1955. Por exemplo, Carmen Miranda gravou em 1948 um fox-boogie, 'Cookin' With Glass', que em sua última parte já é praticamente rock and roll; idem o violonista Pereira Filho, que em 1945 gravou uma sua composição instrumental, 'Edinho No Choro', de deixar o pessoal da Cor do Som de palheta em pé", afirma o jornalista.

breve-hist_ria-do-rock-brasileiro_2

Sem a pretensão de demolir mitos, a obra coloca alguns fatos em seus devidos lugares, trazendo algumas "novidades" convenientemente esquecidas no meio cultural nacional. É o caso do rótulo "jovem guarda", que já era de uso comum bem antes do programa homônimo apresentado por Roberto Carlos.

Outras boas do livro: quem criou o rótulo "BRock" não foi o jornalista Nelson Motta; qual a banda brasileira com mais tempo de atividade ininterrupta; qual foi o primeiro grupo de rock brasileiro a se apresentar ao vivo em todos os grandes centros urbanos do país; quem foi a primeira brasileira a se destacar como grande instrumentista de rock; quem compôs o primeiro rock brasileiro instrumental a ser gravado em disco; qual foi o primeiro grupo de rock brasileiro a entrar no hit parade inglês; quem gravou o primeiro rock brasileiro para o público infantil.

"Breve História Do Rock Brasileiro" , um livro da coleção Saber De Tudo da coleção Nova Alexandria/Claridade . é altamente recomendável, seja como almanaque ou como indtrodução a uma parte fascinante da música brasileira. Preço: R$ 19.  Onde comprar: em livrarias ou na própria editora, pelo atalho http://lojanovaalexandria.com.br/claridade/colecao-saber-de-tudo/breve-historia-do-rock-brasileiro-338.html

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock