PUBLICIDADE
Topo

Combate Rock

Gaitista Ivan Márcio dá o tom no novo espaço do blues do ABC

Combate Rock

10/02/2014 19h34

Marcelo Moreira

A boa ideia pegou, para alegria de quem gosta de boa música. O blues já era destaque semanalmente, às quintas-feiras,  no ABC no restaurante Si Señor de São Bernardo do Campo em 2013 – e tem tudo para voltar neste ano -, e agora os shows ao vivo, de forma acústica, ganharam espaço no agradável Morrighan's Pub, também em São Bernardo. Duas vezes por mês, também às quintas-feiras, a dupla Ivan Marcio (vocais e gaita) e Roger Gutierrez (guitarra e dobro) tocam o melhor dos clássicos do gênero, com ênfase nas músicas anteriores a 1950 – existe também o Retro Pub, na mesma cidade, com sua decoração vintage, que costuma receber bandas locais quatro vezes por mês às sextas e sábados, mas sem muita constância.

O ABC foi palco fértil para o blues nacional nos anos 90, com concorridas apresentações nos bares Jazz & Blues e Zabriskie, em Santo André, e Dom quixote, em São Bernardo, que recebiam semanalmente músicos importantes como Flávio Guimarães (gaita, Blues Etílicos), o guitarrista Igor Prado, o gaitista e guitarrista Vasco Faé e sua Irmandade do Blues, entre outros. O interesse caiu drasticamente, até que todos os locais blueseiros sumiram.

No Si Señor a experiência é piloto e pode ser estendida a outras unidades da rede de restaurantes de comida mexicana-texana no Estado de São Paulo. A dupla residente é formada pelo renomados Celso Salim (guitarra, dobro e vocais) e Rodrigo Mantovani (baixo acústico), com eventuais participações de Ivan MArcio, Little Will (gaita), Márcio Scialis (guitarra e voz), Vasco Faé, Roger Gutierrez, Daniel Marques (guitarra e dobro ), Sílvio Alemão (baixista da Irmandade do Blues) e muitos outros.

Ivan Marcio (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Ivan Marcio (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O novo espaço do blues em São Bernardo, no Morrighan's Pub, é uma boa oportunidade de ver uma dupla de músicos respeitada e com experiência internacional. Ivan Marcio, por exemplo, tem dois discos solo gravados em Chicago nos anos 2000, acompanhado simplesmente por músicos da banda de James Cotton, considerado hoje o maior gaitista vivo de blues – tocou anos na banda de Muddy Waters. Também em Chicago foi gravado o álbum "Brazilian Blues Bash", da banda de mesmo nome, capitaneada por Márcio e seu amigo Giba Byblos, ótimo guitarrista paulista. "Do ano passado para cá as coisas melhoraram um pouco, com alguns espaços novos abrindo oportunidade para quem faz música autoral e para o blues, mas ainda assim não está fácil para quem vive de música no underground", diz o gaitista.

Nascido e criado na periferia de Santo André, Ivan MArcio aprendeu música de forma autodidata, no violão e na gaita, para depois se aperfeiçoar com alguns dos mestres do instrumento, tudo isso a partir dos 13 anos de idade. Bem informado, curioso e estudioso, é um roqueiro desde sempre, mas foi o blues que o alçou a um dos nomes mais requisitados do cenário do blues nacional. Criou a Prado Blues Band ao lado de Igor Prado e é considerado um dos pioneiros no Brasil do chamado "jump blues", que mistura o swing dos anos 30 com o blues tradicional. "Meu pai me apresentou os Beatles, os Rolling Stones e o Fleetwood Mac antigo. Nos LPs antigos, comecei a pesquisar o nome dos compositores de alguns blues e me apaixonei, com a ajuda de uns amigos. Não tinha como escapar da sina blueseira."

Atualmente o gaitista se divide entre a carreira solo – com o Ivan MArcio's Chicago Blues Session –  e as bandas Brazilian Blues Bash e Walkin' Blues. Tocou praticamente em todos os lugares em que se executa blues na Grande São Paulo e é um dos blueseiros com maior presença nos palcos do interior do Estado. "Ainda que vivamos uma época de pouca valorização profissional do músico, adoro tocar ao vivo e me sinto privilegiado por ter amizade com músicos fantásticos no Brasil e de ter tocado com alguns de meus ídolos, um deles o baterista Merle Perkins, de Chicago, que fez as baterias do CD da Brazilian Blues Bash. Sempre soube que não seria fácil viver tocando blues, portanto, vamos em frente tocando o melhor blues que já existiu."

Marcio (esq.) e o parceiro Roger Gutierrez (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Marcio (esq.) e o parceiro Roger Gutierrez (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O programa Combate Rock fez uma entrevista com ele, onde ele fala sobre seu trabalhos e carreira solo.

Clique no player para ouvir

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

Blog Combate Rock