Topo
Combate Rock

Combate Rock

Novo CD do Stress 'previu' crise internacional da Amazônia

Combate Rock

27/08/2019 06h59

Marcelo Moreira

 

Em uma mórbida previsão dos tempos sombrios em que vivemos, uma obra roqueira teve a premonição dos perigos que rondavam a Amazônia, a ponto de as queimadas "tradicionais" dos meses de julho e agosto terem provocado uma grave crise internacional entre o Brasil e a União Europeia.

"Devastação", da banda paraense Stress, lançado há alguns meses, é um libelo contundente em defesa da floresta amazônica e denuncia de forma incisiva os interesses de destroem o meio ambiente.

Stress é considerada a primeira banda de heavy metal do Brasil a gravar profissionalmente um LP, em 1982. Sua importância para a música brasileira é gigantesca. 

Enquanto os antenados paulistas e cariocas estavam às voltas com o punk e o pós-punk, coube a uma banda paraense inaugurar o heavy metal em português por estas terras.

Curiosamente, o vocalista, baixista e líder, Roosevelt Bala, é conservador, antiesquerdista e apoiador de algumas ideias de Bolsonaro.

Entretanto, o CD é muito bom e serve de contraponto a algumas ideias disseminadas nas redes sociais.onal  As letras das principais músicas são diretas e sobram críticas e pancadas para todo mundo, mesmo que nenhum alvo seja especificado.

Só que a obra ganha proeminência diante da crise diplomática internacional causada pelo fogo na Amazônia, potencializada ela lamentável postura do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que não cansa de ofender chefes de Estado europeus e de abusar da ignorância a respeito do meio ambiente e diplomacia.

Nestes 37 anos de carreira, o Stress nunca parou, mas teve de enfrentar recessos, alguns hiatos e muitos problemas. Foi uma soma de adversidades que resultaram em alguns álbuns interessantes e até emblemáticos.

É o caso de "Devastação". É um álbum forte, bem feito e bem produzido, uma referência para quem quer fazer heavy metal em português com qualidade.

Internauta ativo nas redes sociais e ferrenho crítico das políticias identificadas com a esquerda, Bala surpreende com letras e temas que têm relação direta com a Amazônia, sua preservação e sua devastação – normalmente temas que a esquerda sempre abraçou no mundo inteiro.

Inteligente e bem informado, o baixista e vocalista entrou no tema e mostrou que o domina – diz-se suprapartidário, já que ecologia e preservação da natureza estão acima de considerações ideológicas e políticas mesquinhas e imediatistas.

Variando entre metal tradicional e power metal, com um peso adicional nas guitarras, o álbum começa com tudo na faixa-título, um duro recado contra os ataques à Amazônia e à redução das áreas verdes no Norte do Brasil.

"Soldados de Fé" e "Motorocker" retomam temas clássicos do metal, como a lealdade ao gênero musical e a paixão sobre duas rodas, mas tudo com um timbre gostoso de guitarra pesada oitentista com toues modernos.

Entretanto, são as duas faixas de abertura, "Devastação" e "Fogo e Fúria", que se destacam pelo peso e pela alta dosagem de mensagem política crítica, com Bala quase berrando a letrta na cara do ouvinte.

Independente da posição política da banda, "Devastação" é uma obra que se levanta em protesto contra a destruição da Amazônia e serve de munição para resistir às ideias e medidas do atual governo federal que atentam contra a preservação e são totalmente favoráveis ao agronegócio e empresários que advogam uma economia predatória.

Clique aqui para escutar as músicas de "Devastação".


Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br