Topo
Combate Rock

Combate Rock

Doctor Pheabes mostra maturidade e evolui em novo CD

Combate Rock

2018-05-20T19:06:18

18/05/2019 06h18

Marcelo Moreira

Doctor Pheabes ao vivo na Audio, em maio de 2019 (FOTO: DOCTOR PHEABES/FACEBOOK/INSTAGRAM)

Pompa, circunstância e boa música. A banda paulistana Doctor Pheabes superou as desconfianças (na verdade, as ignorou, o que fez muito bem) e acreditou em algo que hoje é raro: ainda é possível investir em música pensando alto e em ir além. Avançam em um terreno onde muitas bandas patinam e empacam, apesar do bom trabalho que realizam.

Investimento, neste caso, é fundamental e facilita muito as coisas. Sorte de quem tem as possibilidades e as oportunidades.

No lançamento do CD "Army of the Sun", o terceiro da banda, na casa noturna Audio, na zona oeste de São Paulo, o quarteto não economizou na pompa e deu um recado instigante para muitos músicos do Brasil: o sonho continua sendo possível, e sempre continuará.

O caminho parecia fácil, com bons contatos para abrir shows de Rolling Stones e Guns N'Roses e tocar no Rock in Rio, mas o tino comercial que os músicos têm – são empresários bem-sucedidos na área da saúde – deu o alerta: era preciso mais.

E então deram um grande salto, necessário para amparar as ambições do grupo: produtor internacional, muito ensaio, muito esforço e músicas melhores. E as desconfianças foram sendo solapadas aos poucos.

"Army of the Sun" é um bom álbum de hard rock, embora o grupo comece a encontrar sua sonoridade somente agora, no terceiro CD.

O vocalista Eduardo Parrillo conseguiu encontrar o seu timbre e a sua zona de conforto e mostrou uma evolução notável na comparação com os trabalhos anteriores. E esse conforto parece ficar evidente também em relação à forma de como canta em sua outra banda, o Armored Dawn, que faz um power metal na lnha escandinava.

O Doctror Pheabes largou depois na corrida por destaque no rock nacional em uma área em que as dificuldades são maiores – que o digam bandas como Sioux 66 e Mattilha, por exemplo. O novo CD mostra, no entanto, que a diferença está diminuindo rapidamente.

O som é reto, direto e sem muitas firulas. A faixa-título é um bom rock de arena, eficiente e pesado, assim como "Find a Way" e "Better Off Alone". Há boas baladas e músicas com um acento pop mais evidente, mostrando que o quarteto diversificou as composições.

Muito do bom resultado de "Army of the Sun" deve-se ao bom trabalho do produtor note-americano Kato Khandwala, que morreu no ano passado. Ele conseguiu encontrar o timbe exato de guitarras e teclados que as músicas pediam e formatou o som que mudou os rumos do Doctor Pheabes.

Ao vivo, as novas músicas funcionam bem. No show de lançamento do CD, na Audio, a banda mostrou muito entrosamento em uma apresentação rápida e relativamente despojada, que teve a presença de amigos no palco cantando alguns  covers – os irmão Andria e Ivan Busic, do Dr. Sin, Luana Camarah, da banda Malta, e Supla. E tome AC/DC e Gun N'Roses…

O sentimento geral era de que o CD e as novas músicas agradaram na pista lotada de amigos e fãs em uma noite fria, mas especial, já que eram muitos os músicos presentes.

Muita gente mudou a opinião inicial de que a banda era apenas um hobbydos empresários bem-sucedidos, a julgar por uma performance não muito eficiente no Rock in Rio, na opinião de algumas pessoas.

Evidente exagero, já que a banda não comprometeu, embora não tenha brilhado. O Doctor Pheabes tem estofo para chegar mais longe e o novo trabalho demontra qualidades suficientes para cravar seu nome entre as melhores bandas nacionais de rock, mesmo cantando em inglês.


Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br