Topo
Combate Rock

Combate Rock

Dee Snider celebra o metal oitentista em show curto em São Paulo

Combate Rock

2002-04-20T19:07:00

02/04/2019 07h00

Nelson de Souza Lima – especial para o Combate Rock

Dee Snider em São Paulo FOTO: LETICIA NUNES LIMA)

E Dee Snider fez o que todos esperavam: um grande show, com porradas que sacudiram a galera do início ao fim.
Mas, na boa: foi uma apresentação curtinha que durou aproximadamente 70 minutos. Usando uma máxima futebolística cabia mais, afinal de contas o ícônico vocalista tem um considerável espólio sonoro  construído ao longo de quarenta anos de carreira.
O ex-líder do Twisted Sister passou pelo Brasil após seis anos de ausência tocando em Curitiba em 21 de março e na capital paulista no dia 23.
 Em São Paulo Snider cantou para um Tom Brasil que se não lotou recebeu um público muito bom trazendo na bagagem o recente  "For The Love Of Metal", clássicos do Twisted Sister e também do Widowmaker. 
Assim como em Curitiba quem abriu os serviços foi a banda The Secret Society. Com uma sonoridade densa e sombria mesclando pós-punk, gothic, hard e metal o trio formado por Guto Diaz (vocal/baixo), Fabiano Cavassin (guitarra) e Orlando Custódio (bateria) tratou de aquecer a plateia, que naquele momento ainda era pequena. Foi um bom aquecimento.
Os caras, que lançarão em breve o primeiro álbum cheio, mandaram canções soturnas remetendo a Bauhaus e The Sisters of Mercy. Numa apresentação equilibrada detonaram, entre outras, "The Final Cut", "Rites of Fire", "Rubicon" e "The Architecture of Melancholy". 
O baixo reto de Guto Diaz segura a bronca para os bons solos e riffs de Fabiano Cavassin. Lá atrás quebrando tudo Orlando Custódio não deixa o ritmo cair.
Fecharam com a sensacional "Cry For Love", de Iggy Pop, lançada no disco "Blah-blah-blah", de 1986. O trio curitibano merece atenção especial.
Pontualmente às 22 horas começao o  ritual de sempre: luzes apagam, galera grita e levanta os indefectíveis celulares. "Exciter", do Judas Priest, serviu como abertura pra banda que entrou aos poucos. Em seguida um dos caras do staff  vocifera "Ladies and Gentleman" Dee "Fuckin" Snider. 
O vocalista entra para extâse dos fãs. A seguir o que se viu foi o catalclisma metalico com duas porradas do novo álbum: "Lies Are A Business" e "Tomorrow's No Concern". Snider completou 64 anos no dia 15 de março, mas se move, pula e agita como um garoto. É o amor ao metal que o move, assim como sua competente banda.
Formada pelo demônio da Tasmânia Nick Petrino (guitarra), Erik Joakim (baixo) e os irmãos Charlie Bellmore (guitarra) e Nick Bellmore (bateria) a trupe de Snider é muito técnica e detonou todas as músicas com maestria. Do WindowMaker apenas uma foi tocada a porrada "Ready To Fall".
Claro que as clássicas do Twisted Sister foram as mais festejadas provocando histéria geral. "You Can't Stop Rock 'n' Roll" foi a primeira da ex-banda de Snider a quase pôs o local abaixo.
Do clássico "Stay Hungry", de 1984, mandaram "Burn in Hell", "We're Not Gonna Take It", "I wanna Rock" e "The Price". Essa última é uma das baladas mais legais do rock e ao ser tocada veio com um elemento que a deixou melancólica.
Snider disse que era uma saudação aos nossos heróis perdidos. No telão gigante foram exibidas  fotos de grandes ídolos falecidos, entre eles, Ronnie James Dio, Freedie Mercury, Eric Carr (Kiss), Malcolm Young (AC/DC), Randy Rhoads, Cliff Burton, Phil Lynott e AJ Pero (Twisted Sister). Momento de emoção ainda mais que a plateia cantou a plenos pulmões.
Após "The Price", detonaram a recente "Become the Storm" pra encerrarem com duas do TS; "Under The Blade" e "I Wanna Rock".
Ao longo do show o carismático vocalista disse que gostaria muito de falar português pra se comunicar melhor com os brasileiros e prometeu aprender o idioma quando voltar.
Deixaram o palco. Fizeram aquele docinho e voltaram para tocar novamente "Tomorrow's no Concern" cujas imagens vão fazer parte de futuro videoclipe e encerrar de vez  com "For The Love Of Metal". Apesar de curto, foi legal. Mas cabia mais.
SETLISTS – Tom Brasil 23 de março de 2019
DEE SNIDER
01. Lies Are A Business
02. Tomorrow's No Concern
03. You Can't Stop Rock 'N' Roll (Twisted Sister)
04. American Made
05. Burn In Hell (Twisted Sister)
06. I Am The Hurricane
07. We're Not Gonna Take It (Twisted Sister)
08. Ready To Fall (Widowmaker)
09. The Price (Twisted Sister)
10. Become The Storm
11. Under The Blade (Twisted Sister)
12. I Wanna Rock (Twisted Sister)
Bis
13. Tomorrow's No Concern (gravação do videoclipe)
14. For The Love Of Metal
THE SECRET SOCIETY
01. Beyond The Gates
02. Fields Of Glass
03. Mefistofaustian Transluciferation (A Map For A Lonely Man)
04. The Final Cut
05. Rites Of Fire
06. Rubicon
07. Architecture Of Melancholy
08. Cry For Love

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br