Topo
Combate Rock

Combate Rock

Procon-sp recomenda suspensão imediata da cobrança de taxa de conveniência

Combate Rock

2016-03-20T19:12:00

16/03/2019 12h00

Do site Roque Reverso

00

A Fundação Procon-SP informou que enviou nesta quinta-feira, 14 de março, notificação a 21 empresas que vendem ingressos pela internet com a recomendação para que elas suspendam imediatamente a cobrança da criticada taxa de conveniência. Segundo o órgão, que é vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, esta prática viola os artigos 39, Inciso V e 51, inciso IV, do Código de Defesa do Consumidor.

No entendimento da Fundação Procon-SP, a venda pela internet já oferece uma vantagem para o fornecedor.

Segundo o órgão, ela acontece na medida em que as empresas apresentam sua oferta a um universo muito maior de consumidores, a negociação torna mais célere e prática a venda e também potencializa o aumento de vendas e o lucro.

Na visão do Procon-SP, acrescentar uma segunda vantagem – a cobrança da taxa de conveniência – importaria numa vantagem excessiva ao fornecedor e ônus desnecessário ao consumidor, caracterizando cobrança abusiva.

No comunicado à imprensa, o Procon-SP destacou que sua posição fica reforçada agora pela decisão do dia 12 de março da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que considerou ilegal a cobrança da taxa de conveniência na venda online de ingressos para shows e outros eventos.

O Procon-SP destacou que as empresas que não atenderem a esta recomendação poderão responder a processo administrativo nos termos do Código de Defesa do Consumidor.

As empresas notificadas foram: T4F, Ingresso Rápido, Eventim, Regina Maria Mota – Fazeventos, Uhuu, Empresa Bras. de Com. de Ingressos, MC Leal Muniz – HDM Produções, Omelete, Ticketspay, Mundo, TIS, Novo Brasil, Box T, Total Player, Natureza Eventos, Raa – Up Eventos, R E C, TB Produtos e Serviços, FC Assessoria – Viagogo, Sympla e International Publicity – Interpub Eventos Ltda.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br