Topo
Combate Rock

Combate Rock

Que tal uma grande mostra com as fotografias do Bolívia Rock?

Combate Rock

05/02/2019 17h06

Marcelo Moreira

Bolívia e a grande companheira Cátia

São raras as pessoas que conseguiam unir arte, lazer e trabalho em uma só atividade. Dentro do jornalismo, muita gente acha que é moleza e delirante trabalhar em um jogo de futebol dentro do campo ou cobrindo shows de rock no palco ou no reservado pertinho do palco. Mera ilusão, especialmente depois de algum tempo. É trabalho, sempre, por mais que se goste e curta o que faça.

O boliviano Edgar Franz  se enquadrava na categoria rara. Não tive oportunidade de conviver com ele. Era normal nos trombarmos nos shows de rock na capital paulista. Afável e de bom humor, se transformava quando o show começava.

Fotógrafo dos bons, fazia da extrema concentração uma de suas armas para fazer fotos tão legais e interessantes, que sempre agradavam aos músicos, brasileiros e estrangeiros. a seriedade com que trabalhava angariou  o respeito do mercado.

Sua morte em janeiro, aos 62 anos de idade, vítima de câncer no pulmão, causou comoção no mundo da música. No Brasil desde os oito anos de idade, fez da paixão pelo rock um meio de vida e ajudou o rock a ganhar corpo e galgar novos estágios por aqui.

Só tenho a lamentar a falta de convívio nestas décadas de shows de rock em São Paulo, e espero que isso possa ser amenizado, de alguma forma, pela eterna companheira do Bolívia Rock, a Cátia, herdeira do legado e das milhares de fotos que ele acumulou em mais de 40 anos de música.

Não existirá melhor tributo ao Bolívia Rock do que a organização de uma grande mostra de suas fotos, de preferência na Galeria do Rock ou em algum Sesc da vida. Provavelmente não é uma ideia original – acho até que já tem alguém pensando nisso (tomara).

Quem se habilita a ajudar na organização de um grande evento em homenagem a uma das grandes figuras do rock nacional?

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br