Topo
Combate Rock

Combate Rock

'Manifesto Cerrado' é o símbolo da resistência do Uganga

Combate Rock

31/10/2018 06h20

Marcelo Moreira

Fazer algo diferente, ainda que não seja muito original. Essa meta é perseguida por todos os artistas, de qualquer área, ainda mais no tempo da ultrainformação, em que todos são bombardeados incessantemente o tempo todo.

Fazer algo criativo e diferente com pouco dinheiro é algo ainda mais difícil e insano em um país que despreza a cultura e que não valoriza a arte. Vale a pena insistir?

"Manifesto Cerrado" é o DVD do Uganga que responde a essa pergunta. Longe dos centros urbanos mais populosos e com mais mídia, a banda mineira comemora 20 anos de carreira com um trabalho interessante e diferente.

É rock pesado, mas também é rock intimista, rock com sabor de rebeldia e de gratidão. O show em formato circular, quase de anfiteatro, foi gravado em Araguari (MG), no Triângulo Mineiro, terra da banda, e mostrou algo que algumas bandas têm hesitado em manifestar: resistência.

"Para nós, esse DVD é muito importante porque é um manifesto em vários sentidos. É um manifesto de resistência, de sobrevivência, de superação, de renovação e de recuperação de forças", diz Manu "Joker" Henriques, o vocalista que é um dos agitadores culturais mais atuantes do rock nacional.

Meio show, meio documentário, é um documento histórico do rock mineiro na medida em que o roteiro consegue amarrar muito bem as várias histórias envolvidas no projeto.

O cenário escolhido com perfeição mostra a ambição do projeto, que teve orçamento modesto: a estação ferroviária Stevenson, que fica à beira da ferrovia que liga Araguari a Uberlândia.

Em um local inusitado, que remete à história da banda, O Uganga recebeu amigos e parentes para uma verdadeira celebração da cultura alternativa e roqueira do interior do país.

E foi a fome de fazer thrash/death/hardcore/crossover que definiu o futuro da banda após o show de gravação para o DVD.

"Literalmente, era uma encruzilhada. O que faríamos enquanto artistas após 20 anos e alguns CDs? qual o sentido de manter o Uganga? O projeto de 'Manifesto Cerrado' encerrou qualquer dúvida que tínhamos sobre a questão. Foi um renascimento para encarar outros 20 anos", diz Joker empolgado.

Para quem conhece o grupo, o DVD era o passo natural para impulsionar a carreira após turnês pelo Brasil e Europa e financiamento externo para a gravação de um novo álbum de inéditas.

E tome crítica social e política em letras diretas com em "Couro Cru" e "O Campo", para na falar na porrada que abre o trabalho, "Sua Lei, Minha Lei", um hardcore violento e poderoso.

"Opressor", no entanto, exprime a essência do que o Uganga: fúria, raiva e um som pesadíssimo. Joker é um vocalista celerado, no bom sentido, cuja interpretação é visceral e que carrega muito do que é a banda hoje.

"Nas Entranhas do Sol" é uma música da mesma estirpe, com um instrumental que remete diretamente ao thrash metal da Bay Area: peso de guitarras do Exodus, clima denso do Testament e o desespero furioso do Death Angel.

O ápice chega com a versão igualmente furiosa de "Who Are the True", versão para uma porrada da banda santista Vulcano, uma lenda do metal extremo nacional.

Com simplicidade e criatividade, o hoje sexteto Uganga produziu uma obra bem adaptada aos tempos atuais e adequada para enfrentar um mercado depredado e degradado em relação ao rock. Certamente servirá de parâmetro para produções semelhantes de baixo orçamento.

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br