Combate Rock

Os novos (e nem tão novos) magos da guitarra - parte 4

Combate Rock

16/03/2017 07h10

John Mayer (FOTO: DIVULGAÇÃO)

John Mayer (FOTO: DIVULGAÇÃO)

John Mayer – O queridinho do blues rock atual, ao lado de Joe Bonamassa, o norte-americano John Mayer surgiu como um meteoro nas paradas ao fazer um blues misturado com soft rock, em uma seara em que surfa Dave Matthews, por exemplo. Com o sucesso veio a fama, e o rapaz começou a aparecer mais em colunas sociais por conta de seus namoros com celebridades do que propriamente por sua música. Uma pena, já que é excelente guitarrista e desfruta de muito prestígio entre os instrumentistas – tanto que é frequentador assíduo do Crossroads Festival, o evento de blues coordenado por Eric Clapton a cada cinco anos. Embora ganhe muito dinheiro com sua veia pop, é no blues que ele se realiza, com fraseados de muito feeling e um timbre diferenciado. Está com 39 anos de idade.

Obras de referência: “Heavier Things”, “Battle Studies”, “Born and Raised”

– Gary Clark Jr. – Outro monstro da guitarra que honra o legado de Jimi Hendrix, assim como Stevie Ray Vaughan e Eric Gales. Aos 32 anos, é respeitadíssimo nos Estados Unidos, a ponto de ter sido convidado para abrir shows de Eric Clapton. Versátil e ousando, abusa do estilo percussivo e frequentemente mistura o seu blues tradicional com rap e soul, com resultados interessantes na maioria das vezes.

Obras de referência: “Blak and Blu”, “The Story of Sonny Boy Slim”

Philip Sayce – Guitarrista galês de 40 anos estourou nos anos 90 no boom do blues rock inglês, em sua terceira geração. Fã de Jimi Hendrix, Eric Clapton, Ry Cooder e de Ritchie Blackmore (Deep Purple), toca pesado como Pat Travers e possui uma habilidade impressionante, sendo comparado muitas vezes ao inglês Alvin Lee  (Ten Years After). Vivendo em Los Angeles, adquiriu uma fluência e uma personalidade determinantes em sua carreira, abraçando de vez o rock.

Obras de referência: “Steamroller”, “Ruby Electric”

Julian Sas – Um dos mestres da guitarra da Europa, o holandês de 46 anos vive o auge de sua carreira, com agenda cheia por todo o continente e com grande respeito nos Estados Unidos. Assim como Sayce, é adepto do blues pesado, e tem admiração por gente como Pat Travers e Walter Trout. Seu estilo, no entanto, varia rapidamente para o jazz e para o blues tradicional sme que perca a fluência. Também é conhecido por ser um obcecado por timbres diferentes e que deem peso ao seu som.

Obras de referência:Lights in the dark”, “Ressurrection”, “Coming Home”

Oli Brown – O inglês de 27 anos é considerado o mais promissor guitarrista de blues do Reino Unido, tendo ganhado cinco prêmios importantes desde 2008, quando tinha apenas 18 anos. Versátil, transita bem entre o jazz, o blues e o blues rock. Já abriu shows para o veteraníssimo John Mayall e para o metsre Joe Satriani, de quem ganhou elogios recentemente. Ainda em busca de um som original, costuma beber nas fontes de Jimi Hendrix, Eric Clapton e Rory Gallagher.

Obras de referência: “Songs from the Road”, “Open Road”, “Here I Am”

Sobre os Autores

Marcelo Moreira, jornalista, com mais de 25 anos de profissão, acredita que a salvação do Rock está no Metal Melódico e no Rock Progressivo. Maurício Gaia, jornalista e especialista em mídias digitais, crê que o rock morreu na década de 60 e hoje é um cadáver insepulto e fétido. Gosta de baião-de-dois.

Sobre o Blog

O Combate Rock é um espaço destinado a pancadarias diversas, com muita informação, opinião e prestação de serviços na área musical, sempre privilegiando um bom confronto, como o nome sugere. Comandado por Marcelo Moreira e Mauricio Gaia, os assuntos preferencialmente vão girar em torno do lema “vamos falar das bandas que nós gostamos e detonar as bandas que vocês gostam..” Sejam bem-vindos ao nosso ringue musical.
Contato: contato@combaterock.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Combate Rock
Topo